segunda-feira , 20 outubro 2014
Notícias
Capa » Artigos-profissão » Você tem iniciativa? Faça o que tem que ser feito!

Você tem iniciativa? Faça o que tem que ser feito!

Será que nos preocupamos com a colaboração que damos as empresas à qual trabalhamos?  Vejamos um ponto importante.

As melhores empresas estão descobrindo que o melhor serviço vem dos colaboradores, que tem a chance de causar impacto no seu trabalho. No livro de Bob, onde o título é (FAÇA O QUE TEM QUE SER FEITO E NÃO APENAS O QUE LHE PEDEM)  o autor deixa claro, que mais uma vez  os colaboradores estão mais próximos que qualquer um dos problemas e oportunidades de seu próprio trabalho, tendo condições suficiente para fazer as diferenças para seus clientes, colegas e até mesmo seus gerentes.

 Temos que ter em mente que nunca precisamos de  permissão para se fazer um òtimo trabalho , em geral os supervisores espera que sempre usemos de discernimento e nos esforçemos para fazer o que tem de ser feito a fim de que a empresa seje bem-sucedida. Na verdade as empresas sempre buscam o perfil daquele que tem iniciativa, porém as necessidades específicas do gestor, são tão variáveis quanto as qualificações e a capacidade dos funcionários. Todos nós colaboradores somos capazes de corresponder as ” Expectativas Suprema”, é uma virtude que todo trabalhador  possui, mas que poucos parecem demonstrar. Fazer o que precisa ser feito por iniciativa própria é a marca registrada da excelência profissional.

O que  as empresas esperam dos colaboradores: Atender a um cliente, solucionar um problema, ajudar um colega de trabalho, dar uma sugestão para economizar dinheiro, desenvolver uma idéia ou até mesmo aprimorar um processo, entre outros, ou nenhuma empresa sobreviverá com um funcionário que apenas cumpre ordens, ou então caro leitor,  estamos convidado a cair fora   do negócio em uma questão de tempo.

O que faz com que uma empresa tenha sucesso ou lute para sobreviver, são nada mais, que as pessoas,  a iniciativa diária, a energia e o empenho com que trabalhamos sem esperar o que tenhamos que fazer. Temos que ter em mente que trabalhamos em parceria, em conjunto, os dias de “superiores e “subordinados,  pertencem ao passado. Como colaboradores de todos os níveis temos que ter a motivação e preocupação em fazer nosso trabalho da melhor forma possível. Assim a empresa pode ser mais receptiva aos seus clientes e  mais competitiva para atingir suas metas.

Faça as coisas acontecerem!

Fonte: Bob Nelson

Sobre Fabi Alves

Um comentário

  1. Acho que no mercado executivo já gastamos todas as forças quando aos “pedidos/ mandos” necessários à motivação. Exemplos não faltam: “é necessário ter objetivos, motivos, força de vontade; é premente fazer tudo da melhor forma possível”. Pedidos, mandos, que funcionam como verdadeiros mantras. E o mais curioso de tudo: a motivação não acontece!
    A motivação não acontece porque estamos equivocados quanto à definição do conceito. Decididamente, motivação nao pode ser equiparada a sistemas de reforçamento/ fortalecimento de desempenhos!
    Vejamos, segundo as teorias psicológicas mais consagradas, motivação é um comportamento independente/autogovernado, persistente e sempre dirigido a objetivo bem específico. Portanto, muito se distingue de qualquer ação cotidiana que são facilmente acionadas/impulsionadas por agentes externos ou mesmo por sistemas de recompensas materiais ou sociais.
    Há na ação não motivada interesse, compromisso, iniciativa, envolvimento, dedicação em graus diferenciados. Essas características não são privilégios do ato motivado. A quetão é outra!
    É claro que para maior desenvolvimento de uma empresa o ideal seria encontrar muitos colaboradores motivados para as atividades mais essenciais à produtividade. Primeiro, a motivação não é um estado tão comum como podemos imaginar; segundo, não se consegue motivação com mandos e fórmulas mágicas. Estes recursos funcionam apenas como norteadores da ação humana. Portanto, não é possível estabelecer uma consequência direta entre motivos, valores e motivação.
    Obrigada.
    Angela Paes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top